Comprando o Primeiro Equipamento

23 01 2010

Começando com a movimentação aqui no blog, vou falar nesse primeiro post sobre o momento mais aguardado na vida do aspirante a guitarrista: a compra do seu primeiro equipamento!

Os olhos até brilham quando a gente chega na loja

Mas antes de partir as compras, é preciso estabelecer quanto você pretende gastar. Esse é o ponto chave na hora de comprar, seja o primeiro instrumento, seja uma roupa, seja um carro. A partir daí, sim, você pode começar a pesquisar, garimpar, escolher e finalmente comprar a sua tão desejada guitarra.

Bom, vamos então ao equipamento básico para começar a tocar. Ao meu ver, os itens essenciais pra quem está começando são: Guitarra (óbvio), Amplificador, Cabo, Correia, Bag e Palhetas. Como dois opcionais bem recomendados, colocaria um afinador, um pedal de efeitos simples e um metrônomo. Vamos então começar por categorias.

A GUITARRA

Vamos já começar pela parte mais delicada da compra, o nosso item principal. Se você já deu uma pesquisada por marcas, com certeza deve ter ouvido nomes como Fender, Gibson, Ibanez, Music Man dentre outras. Boa parte do que há de melhor quando o assunto é guitarra está concentrado em tais marcas. Porém, a não ser que você pretenda gastar quantias acima de R$4000,00 o nosso foco não será este. Estamos falando do primeiro instrumento, aquele que vai lhe introduzir ao mundo da guitarra. Uma das maiores preocupações dos pais (que na maior parte das vezes são os financiadores desse primeiro instrumento) é de que os filhor larguem tudo, abandonem o instrumento depois de pouco tempo. Muitas vezes esse fator, somado ao fato de instrumentos não serem muito baratos, influencia na compra de equipamentos de uma qualidade duvidosa. Mas vamos então dar algumas dicas para evitar equívocos na compra.

A primeira coisa que deve ser levado em conta é o que eu vou querer tocar. As guitarras em si, oferecem uma vasta opção de sons, cada qual característicos de um estilo. O som pode ser influenciado por diversos fatores, dentre os quais a captação, a madeira e até o cabo ou a palheta que você usa.

Eu, particularmente, recomendo para iniciantes modelos no estilo stratocaster. Por quê?

Tagima T735 - um modelo de guitarra Strato

Primeiramente por eu considerar uma guitarra extremamente versátil. A guitarra strato possui um som limpo muito bom e responde a distorções de uma maneira bem legal (o que melhora ainda mais quando ela oferece um humbucker – aquele captador duplo). Outro aspecto que pesa muito a favor das strato é a sua ponte, que oferece trêmolo e não tem as “dores de cabeça” dos modelos Floyd Rose – o que chega a ser um verdadeiro tormento quando você é iniciante.

Aqui vão algumas dicas de modelos strato e as respectivas faixas de preço de cada um:

  • Eagle STS001 – foi a minha primeira guitarra. Instrumento nacional, oferece um bom timbre limpo, braço confortável pra tocar. Corpo em Basswood, braço em Maple e escala em Rosewood. Varia de R$300,00 a R$450,00
  • Condor RX20S – uma opção razoável pra quem tá começando também. Nunca toquei, mas tem uma configuração legal. Mesmas madeiras da Eagle. Varia de R$330,00 a R$480,00
  • Tagima T735 Special – guitarra nacional chinesa, configuração legal pra quem tá começando. A linha Special (não só da Tagima) indica que é uma série “inferior” da marca, ou seja, é uma réplica de um modelo superior. Nesse caso, a T735 Special é uma réplica da T735 (que custa perto dos R$1400,00). Mas mesmo assim é uma boa guitarra, destaque para o corpo em Alder e o fato de vir com bag e camiseta. Varia de R$450,00 a R$600,00
  • Squier Bullet – pra quem não sabe, a Squier é uma marca da Fender, que produz réplicas de suas guitarras. Como não é Fender, é mais barato. A Squier Bullet é a mais simples das Squier. Eu, particularmente, não vejo muita vantagem nela, a não ser pelo acabamento, pois tem a mesma madeira da Eagle e a Condor citadas acima. Corpo em Agathis, braço em Maple, escala em Rosewood. Consegui encontrar por menos de R$600,00 (à vista).

Alguns poderiam ainda sugerir as guitarras Memphis (como a MG32). Não sugiro-as, pois, se você for ver bem, ela chega a ser a 3ª linha da Tagima (Tagima – Tagima Special – Memphis), e apesar do nome “by Tagima”, possuem um acabamento fraco… pelo menos foi a impressão das que toquei. Possui a mesma madeira da Eagle/Condor/Squier. Você consegue encontrá-las por menos de R$300,00.

Bom, esses modelos são as minhas sugestões pra primeiro instrumento. Claro, você pode procurar, visitar lojas, TOCAR (sim, este é o ponto que mais deve pesar na escolha!). Tem que haver uma sintonia entre a guitarra e o guitarrista. Acontece de você pegar uma guitarra e não rolar a “química”. Vocês podem dar uma olhada também em modelos no estilo Les Paul (mais voltada pro Rock) ou Telecaster (mais voltada pro Country). Mas a dica que eu dou é evitar pontes do tipo Floyd Rose! (não que sejam ruins, mas você vai ter bastante dificuldade pra afinar, trocar cordas… e seu uso indevido pode danificar as molas permanentemente!)

O AMPLIFICADOR

Sim, agora teremos que decidir o equipamento que irá transmitir o som de nossa guitarra aos nossos ouvidos. Pra quem está começando, não é necessário uma potência muito grande, e contam os “extras” que os amplificadores podem ter (como efeitos, afinadores, entradas auxiliares, saídas para fones de ouvido). Se você pretende somente estudar, tocar uma coisinha ou outra em casa mesmo, os modelos de 10W são os ideais. Agora, se você já tem aquela banda armada com seus amigos pra começar a tocar, é preferível optar por modelos acima de 30W, senão sua guitarra vai “sumir” nos ensaios.

O amplificador fará o som da guitarra chegar aos nossos ouvidos!

Aqui vão alguns modelos legais pra estudo:

O CABO

Muitos podem não levar em conta o cabo na hora da compra, e acabar levando “o mais barato”. Chegando em casa, liga a mesma guitarra no mesmo amplificador e… “putz… parece que o som tá meio diferente do da loja?!”. É, cabos de baixa qualidade podem trazer perdas de qualidade no som, ruídos e uma vida útil bem pequena. Eu particularmente, não me dei bem com algumas marcas (pode ser simplesmente sorte), mas hoje em dia só utilizo cabos Santo Angelo.

Com cabo é bom não brincar muito!

São cabos nacionais de ótima qualidade e com um ótimo custo X benefício. A série Ninja ou a Standard Series é uma opção robusta. Os preços variam de acordo com o tamanho do cabo. Na maioria dos casos, os cabos com tamanhos entre 4 e 6 metros atendem a quase todas as necessidades. Só evitem cabos muito grandes (10m ou mais), pois podem perder sinal e dão um trabalhão pra enrolar! :)

O BAG, AS PALHETAS E A CORREIA

Aqui não tem muito o que falar, é questão de gosto e necessidade mesmo. Experimente as correias e palhetas antes de comprar, verifique se você se sente confortável com elas. No caso das correias ainda há opções de materiais diferentes, como nylon, couro, etc. Palhetas são baratas, já as correias podem variar de R$10,00 a R$150,00 – pra todos os gostos e bolsos! Quanto ao bag, existem diversos modelos, alguns mais simples, que só protegem da poeira, até outros mais protegidos, com espuma, em couro, etc. Avalie a sua necessidade e escolha um que corresponda às suas expectativas. Só pra constar, atualmente a palheta que uso e mais me adaptei foi essa:

Palheta Soop Dunlop 1.5mm

Bom, até aqui deu pra ter uma boa noção do equipamento pra começar, comprando cada um dos itens separadamente. Uma outra opção são alguns Kits montados por marcas, ou pelas próprias lojas. Vale as mesmas dicas já citadas acima: toque e sinta o instrumento antes de levar, e fique atento aos equipamentos de qualidade “duvidosa”. Aqui vai a dica de dois kits legais que encontrei à venda:

  • Kit Kirk Hammett – leva a assinatura do guitarrista do Metallica. Os equipamentos são Lyon by Washburn. É uma opção válida pra quem tá começando. No kit vai: Guitarra, Amplificador 10W, Bag, 3 palhetas, Correia, DVD, Cabo e suporte pra guitarra ficar de pé. O kit sai por R$777,00 dividido no cartão ou R$699,30 à vista no boleto. Link aqui.

Kit Kirk Hammett

  1. Outro kit bem legal é o Kit Squier / Marshall. Nele vem uma guitarra Squier California Series, um amplificador Marshall de 10W, bag e cabo. Sai R$1290,00 dividido no cartão ou R$1161,00 à vista no boleto. Link aqui.

Kit Squier e Marshall

Bom, pessoal, é isso. Espero ajudar quem está começando a fazer uma boa escolha quando for à loja comprar.

Muita música pra todos!





Prepare a Palheta!

23 01 2010

Fala galera!

Vou me apresentar, meu nome é Rafael Toledo, músico há 7 anos. Atualmente estou estudando o curso técnico em instrumento no Conservatório Estadual de Música Juscelino Kubitshek de Oliveira, em Pouso Alegre – MG. Antes do curso técnico, eu estudei lá por 3 anos, tendo como professores Anderson Soares, Daniel Marcossi e Endre Solti.

No momento, meu equipamento é uma Cort G260 e uma Zoom G2 para efeitos. Além disso também tenho uma Eagle Stratocaster que comprei quando comecei a tocar. Pretendo dar um upgrade nela quando estiver numa situção mais tranquila, mas ano passado já consegui trocar os trastes dela por trastes de inox. Me encontro, por ora, sem amplificador :(

Sei que não sou nenhum virtuoso, rei da técnica ou coisa do tipo, mas pretendo com este blog passar algumas dicas úteis para quem está começando, trocar experiência, dar toques sobre equipamentos legais, postar coisas que estou estudando, enfim, compartilhar um pouco da bagagem que vim armazenando nesses 7 anos.

Além da guitarra, toco também violão e um pouquinho de baixo e bateria.

Bom, é isso! Aguardem por novidades!








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.